São Paulo – O MEC (Ministério da Educação) usa desde 2007 um indicador de qualidade para classificar cursos de ensino superior no Brasil: o CPC.A sigla significa “Conceito Preliminar de Curso”, que vai de 1 a 5. A nota leva em conta as notas obtidas pelos universitários no Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes).

Também são considerados o cálculo fatores como a titulação do corpo docente e a infra-estrutura da instituição. Os resultados são divulgados anualmente.

Cursos com CPC igual a 4 ou 5 são considerados excelentes pelo MEC. Já aqueles que se classificam como 1 ou 2 são considerados insatisfatórios.

Confira os melhores e os piores cursos de biomedicina, segundo o ranking de 2013. A USP não aparece na lista por não participar oficialmente do Enade.